Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

MEU MARIDO NÃO QUER TRABALHAR! O QUE EU FAÇO?

"Olá Dani. Muito obrigada pelo seu trabalho. Que Deus continue te dando forças pra continuar esse ministério. Meu nome é Luana, tenho 29 anos, sem filhos, casada há 6 anos, convertida há 3. Apesar da enorme oposição que enfrentei do marido, hoje sou membro de uma igreja batista, participo de ministérios e já faço parte da família da igreja. Ele me deixa ir, mas odeia religião e zomba de tudo isso. Meu esposo trabalha na empresa da minha família desde que nos casamos, mas há uns 2 anos ele começou a faltar ao trabalho alegando fortes dores musculares. Já tentamos tratar, já tomou vários remédios e pra resumir, atualmente ele vem trabalhar só umas 2 vezes na semana. Fica lá dormindo, ou na internet. Não faz nada em casa. Passa o tempo todo fazendo coisas de solteiro, não cuida das coisas de casado (dinheiro, consertos, essas coisas). Antes de casar ele já era assim, os pais sempre deram tudo pra ele. É como se ele fosse um adolescente de 32 anos.

Já tentei fingir que está tudo bem para não pressioná-lo, já tentei colocar as cartas na mesa, pra ele ir procurar outro emprego que o motive a trabalhar (ele é extremamente inteligente), mas nada adiantou. Até hoje minha família nunca descontou 1 centavo das faltas dele, mas vão começar a descontar.

Não consegui me abrir com ninguém sobre o que passa na minha cabeça. Eu já não consigo mais olhar pra ele e ver um homem. Eu vejo um rato. Um inútil. Não consigo nem beijá-lo, imagine ter relações sexuais (acho que já se foram uns dois meses...). Eu sei que devo respeitá-lo, incentivá-lo, mas a única coisa que vem sendo cultivada no meu coração é o desprezo. Quando li seus posts, pense no tamanho da minha frustração:


Conquista - valorize o desejo dele de trabalhar e realizar

Autoridade - aprecie o desejo dele de servir e liderar

Discernimento - aprecie o desejo dele de analisar e aconselhar

Ordem hierárquica - aprecie o desejo dele de prover e proteger

Ele não expressa nenhum desses desejos em atitudes para que eu possa valorizar.
Mas sei que não posso usar o erro dele pra justificar os meus.
Venho pecando muito em pensamento, imaginando uma outra vida pra fugir da minha, cheia de fantasias sexuais, o que me leva à pornografia e masturbação. Passo o dia e as madrugadas sonhando de olhos abertos com uma outra vida. É o cúmulo da loucura, né? Nem sei se tem uma palavra pra descrever minha vergonha em tais pensamentos.
 


Já consegui me imaginar voltando pra minha vida de solteira, acabando com a família que eu conquistei em casa e na igreja. Eu sei que o amor é uma atitude, e não um sentimento. Mas é muito difícil continuar dessa forma, ainda mais quando sei que vou ter que sustentar um vagabundo. O mais complicado é que olhando pra ele, as pessoas me diriam que sou louca. Pra ele tá tudo bem, tá tudo normal, ele continua amoroso comigo. Eu não sei explicar como, mas se eu falar isso que sinto, ele vai distorcer tudo até que eu acredite que estou sendo um monstro por não respeitá-lo mais.

A minha sorte é que a família dele me apoia, e sinceramente não sabem como eu ainda estou com ele...
Acho que não consigo mais explicar, só confundir. Não quero desistir da minha família. Não quero ficar solteira de novo e me entregar às minhas paixões como fiz na minha mocidade. Não quero ir contra a vontade de Deus. Mas não tenho a menor força pra lutar por esse homem que não é capaz de lutar por si próprio. Não aguento mais arrastá-lo pela vida. E não me aguento mais, não aguento mais esse pecado enorme de não amar meu marido e viver uma vida de fantasia. É uma tortura. Acho que isso é mais um desabafo do que um pedido de ajuda. Não creio que ninguém possa realmente ajudar. De qualquer forma, obrigada por me ouvir."

Resposta:

Querida Luana, imagino a sua dor, angústia e frustração. É realmente difícil demonstrar incentivo e admiração para um marido que não faz por merecer. Como ele ainda não é convertido, precisamos encarar a situação de uma forma diferente. Você disse que já tentou de tudo, e que a situação chegou num ponto desesperador. Paulo recomenda: "se a esposa tem marido descrente, é melhor que não se separe, pois o marido é santificado no convívio com a esposa". 1 Cor 7:14. Mas me coloco no seu lugar. É realmente desesperador imaginar que essa mudança pode demorar anos para acontecer!

Além disso, precisamos também encarar os fatos com maturidade. Você disse que quando casou ele já era assim. Costumo dizer que uma ferida pequena no namoro se torna uma ferida aberta, cheia de pus e sangue no casamento. E foi exatamente isso que aconteceu com você. Que sirva de lição para os muitos casais de namorados que vão ler esse post. Esse tormento que está vivendo hoje, é consequência de decisões sérias tomadas no passado, no auge da paixão. O Senhor nos dá o livre arbítrio, somos livres para fazer nossas escolhas. Mas também temos que estar preparados para assumir as consequências. Uma decisão tomada fora da vontade de Deus, tem 99,9% de chances de trazer grande sofrimento no futuro.


Bom, você ter conhecido a Cristo e ter entregado sua vida a Ele já é um grande passo. Isso te ajudará a passar por esse deserto com alguém te carregando no colo. Tenho certeza que Deus tem acompanhado sua dor e não deseja te ver sofrendo. Nenhum pai deseja isso para seu filho. E creio também que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus! Então, mesmo que hoje você não enxergue uma saída, o Senhor está trabalhando a seu favor. E como essa história vai terminar? Não faço ideia! Mas se continuar buscando forças e sabedoria em Deus, ela vai terminar bem, disso eu tenho certeza! 

O conselho que te dou hoje é: Faça um compromisso com você mesma de buscar a Deus intensamente durante um período  de 2 ou 3 semanas (sugestão). Neste tempo, ore pela vida do seu esposo para que o Senhor trabalhe na sua mente e coração. Ore para que Deus te fortaleça e derrame sobre sua vida sabedoria e discernimento que vem do céu. Ore todos os dias por isso! Se comprometa também em ler os Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João). Peça que enquanto estiver lendo, o Senhor abra seu entendimento. Se sentir o desejo, jejue, não buscando algo em troca, mas sim o fortalecimento da sua comunhão com Deus. Nesse período fique quieta e trate seu esposo com amor. Não toque no assunto. Quando passar esse tempo, sente com ele para conversar. Coloque em amor tudo o que tem te incomodado e o quanto você tem sofrido. Diga que gostaria de buscar ajuda para restaurar o relacionamento de vocês, pois se continuar no pé que está, o casamento está com os dias contados. 

Quando um dos cônjuges não se dispõe a lutar, é como se estivesse dizendo: "O nosso relacionamento não tem valor algum pra mim!". O nome disso é repúdio, ou seja, viver como separados mas morando debaixo do mesmo teto, entende? Acho sim que você deve lutar em oração e não desistir tão facilmente, "todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica debaixo de servidão; Deus nos chamou para vivermos em paz". 1 Coríntios 7:15. Durante este período, ore a Deus todos os dias por essa conversa. 

E importante: não caminhe sozinha. Busque pessoas de confiança na igreja para te ajudar a carregar essa carga. Tenha momentos de oração com elas e compartilhe suas angustias. Isso vai te aliviar bastante! Mas essas pessoas (ou se for uma só) precisam ser escolhidas a dedo! Muito cuidado com quem vai se abrir. Quanto a questão das fantasias sexuais, é natural que aconteça, pois você está carente de um homem, em todos os sentidos. Essa fantasia tem preenchido de alguma forma o buraco que seu esposo deixou. Creio que nesse tempo de busca intensa, Deus vai cuidar dessa dificuldade. Ele já te perdoou por cada um desses pensamentos quando morreu na cruz por você! E esse perdão, quando recebido e entendido, nos constrange ao ponto de levar-nos ao arrependimento e busca por santidade, um dia de cada vez. O Senhor está a seu favor. Fique firme Nele! 

Vamos nos falando! Deus é contigo! 

Em amor,
Dani


Veja a continuação deste caso aqui .

*Esse testemunho faz parte de uma série de perguntas e respostas. Os dados foram alterados para preservar a identidade da família.

14 comentários:

  1. Eu estou na situação oposta, as vezes minha mulher não me deixa trabalhar!!!! Eu me sinto um vagabundo...

    Eu também preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
  2. Tudo lindo até a parte do 'livre arbitrio" rs brincadeiras a parte, seu conselho foi sábio, ela precisa mesmo de orar e jejuar muito para que ela consiga sabedoria para lidar com isso, e que durante esse periodo de oração Deus possa ir entrando no coração desse marido para dar-lhe entendimento da situação, porque homem geralmente é meio avoado e nunca percebe por si só (ou percebe e faz de de bobo) quando a mulher está chateada com algo... Deus dê discernimento, que ela lembre-se que Deus odeia o divorcio também.

    ResponderExcluir
  3. minha situasao ..esto casada a 3 anos sem sexo ele e um broxa e nuca foi ao medico ate hoje .Ele é acomodado demais prá tomar atitude,.E mae dele pensonista sustenta ele ..ele nao quer trabalha,nen estudar so vai trabalhar se eu trabalhar e so vai estudar se eu estudar EM tudo ele que se esplelha em mi ....eu nao quero ser motivasao dele pois a biblia fala que homem e cabeça da casa... ele so que ficar jogado vidogame e no computador..
    ele e envagelico de breso ....

    ResponderExcluir
  4. é luana. essa situação realmente é incômoda, mas que deus lhe dê a paz da qual seu coração nescessita, e horaremos por você.

    ResponderExcluir
  5. oi luana. imagino que o que está passando não seja nada fácil, e eu gostaria muito de saber porque os homens demoram tanto a entender o motivo de uma chateação. gostaria de saber porque eles não se dam conta de seus erros. também estou vivendo algo que tem me encomodado muito, e vou comessar a horar em favor do meu casamento, e de todos aqueles que precisam da luz de deus em suas vidas. bjs.

    ResponderExcluir
  6. Sinceramente larga este homem. Ele quer uma idiota pra sustentá-lo. Se gostasse mesmo de você faria de tudo.

    E você tendo filhos tá pensando que vai cuidar deles? Duvido, vai sobrar pra você porque nem limpar vai.

    Um conselho: Se ame e veja que nem a igreja vai ( ele nem respeita seus sentimentos ). Seja inteligente ou vai querer carregar estes problemas até o final da vida? Pense bem porque depois que se arrepender vai ter que segurar isto até o final da vida.

    ResponderExcluir
  7. Meu primeiro marido me separei por causa disto e hoje estou muito feliz. Foi muito bom se livrar de alguém que não quer objetivo na vida.

    Me sinto muitoo aliviada.

    ResponderExcluir
  8. Eu passo pelo mesmo, ele não acredita em Deus, eu acredito embora seja filha de pastor eu sai dos caminhos de Deus e aos poucos estou a voltar. Porém ele não quer que leve o nosso filho. Não trabalha, so joga, dorme e bebe. Sempre que falo com ele, ele vira-se e ainda faz me sentir culpada. Pois se não tivesse falado estavamos "bem". Na verdade o mais curioso e o que eu pergunto todos os dias é: Porque não consigo o deixar? Porque é que eu sei que ele não é homem para mim e ainda assim não me vou embora. E sempre que vou volto, mas porque??
    Eu não gosto de falar muito menos em blogs pois não sei quem esta ai mas ainda assim estou no meu limite e apesar de saber que tenho que tomar uma atitude não consigo toma-la. Eu acho-o triste pela vida que ele leva mas acho-me mais triste por permitir. Considere como um desabafo. Não precisam responder nem comentar.
    Obrigado
    D

    ResponderExcluir
  9. é parece mesmo que o indice de "maridos despreocupados" é muito maior do que eu imaginava, é muito triste ver que outras pessoas estao vivendo situaçoes semelhantes a minha... agora mesmo, meu marido esta dormindo pq passou a noite toda no computador e hoje faltou trabalho. na verdade ele nao trabalha desde de o dia19 de dezembro de 2013. antes eu trabalhava mais as condiçoes de trabalho nao eram boas e ele me pediu q saísse q podia confiar nele conclusao: estou sem fonte de renda, com 2 cachorros e um gato pra alimentar na cozinha nao tem um grao de arroz o aluguel vence daki a 2 dias, sao meio dia e 20 e ate agora nao comi nada e ele dormindo faltando trabalho... nao sou casada no papel , moro com ele a 6 anos e por 2 vezes fikei desempregada e somente quando estou trabalhando é q nao faltam as coisas, sinto como se eu fosse o "provedor " da casa como se sem mim as coisas nao fluissem. em relaçao ao sexo sinto-me exatamente como as amigas q falaram antes, na maioria das vezes faço pra stisfaze-lo pois nao sinto mais prazer e muitas das vezes sinto dor por nao sentir a minima vontade de estar ali, no meio o ato eu penso o quanto ele esta em falta comigo dai entao logo saio do clima.penso em me separar mais nao tenho pra onde ir tenho vergonha de pedir ajuda a meus pais. enquanto eu nao arrumar um trabalho fico presa a essa situaçao, e ainda assim me pergunto se quando eu arrumar um trabalho e as coisas se "ajeitarem" se terei coragem de abandona-lo.afinal apesar de tudo eu gosto dele. e complicado mais sei que quem vive situaçao semelhante é capaz de me entender. se alguem tiver um conselho ou uma palavra q possa me dar uma luz no meio de tanta confusao por favor me mande um email, estou muito confusa. veiga_veig@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Ufa parece até que fui eu quem escreveu o post da moça ai, a diferença e que meu marido é diácono da igreja, não quer nada com a dureza e eu trabalho em dois empregos para pagar todas as contas e ainda colocar comida na mesa. antes de casar era trabalhador, parecia responsável, agora de 6 anos prá cá nunca mais empregou... to desesperada pois quem é de fora acha q ta td tranquilo

    ResponderExcluir
  11. Estou vivendo a mesma situação.. só que para piorar isso me casei porque engravidei... acreditem ainda existem essas situações...mais acabei perdendo o meu bebê...enfim.. estava casada com um estranho ..namoramos somente 6 meses...mais sei que poderia dizer não.. mais estava numa fase muito BAD DA MINHA VIDA conclusão tomei decisões muitooo importantes sem pesar.. hoje estou sofrendo as consequencias. E para piorar as coisas a Família dele não me apoia em nada.. as vezes sinto até que eles estão aliviados... por não ter mais o filho problema dentro de casa.. pois é.. descobri que me casei com um problema.. no início achava que era falta de oportunidade.. bons amigos.. enfim... me casei.. proporcionei tudo isso a ele.. bons amigos.. novas oportunidades de vida.. e nadaa.. não estuda...é acomodado e pra piorar tem problemas com drogas.. não sei mais o que fazer.... sei que é fácil dizer desisto .. sei tb que não seria vontade de deus... mais e eu.. como fico nisso.. será que Deus tem um plano maior pra mim..

    ResponderExcluir
  12. Estou numa situação q não sei o q fazer.... virei o homem da casa, e esta situação esta incomodando demais. Moro junto com meu marido a 16 anos e no começo era tudo muito bem, ele sempre me deu de tudo morávamos na capital e quando mudamos pro interior começamos a trabalhar junto, mas desde então a carga sobre meus ombros pesou demais e fechamos o negócio, então montei meu próprio negócio e ai então ele se acomodou e a partir de então só eu trabalho esta assim a 3 anos e estou no meu limite, é aluguel caro, água, luz, telefone e alimentação estou deixando de cuidar de mim pra sustentar a casa. Quero me separar mas não sei como, o q eu faço? Não temos filhos.

    ResponderExcluir
  13. Estou casada há 6 anos tenho 2 filhos,em solteira tinha 2 trabalhos e ele tinha o dele e largou o trabalho e veio para casa,eu fiquei triste porque era menos um ordenado,a partir dai ficou folgado há cerca de trabalho,nao sai de casa para procurar emprego,nao procura,vive o dia inteiro em casa ou andar de carro,nem se lembra que os filhos teem de comer,me zango com ele,ele promete que vai mudar,mas ate hoje não mudou,estou sozinha sem apoio da minha família,dois filhos,que devo fazer...

    ResponderExcluir
  14. SO DEUS PARA AJUDAR VOCES!!! EU GOSTARIA,MAS NAO TEM COMO!!TEMOS QUE ACREDITER,SE NAO COMO FICA!!! DEUS AJUDE A TODOS!!!

    ResponderExcluir

Queridos leitores, até o final do ano não terei condições de responder as mensagens enviadas, infelizmente. Eu precisaria de 48 horas no dia para conseguir responder a todos os e-mails que recebo. Espero que os textos e casos já postados possam ajudá-los de alguma forma. Conto com a compreensão de vocês! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...